Logo Sinmed

Institucional

História da Fundação do SINMEDRN

Em maio de 1977, um grupo de médicos preocupados com o resultado do concurso público do MPAS procuraram discutir formas para organizar a categoria a fim de enfrentar os problemas que já vislubravam. Foi ai que surgiu então a Associação Profissional dos Médicos do Rio Grande do Norte, entidade pré-sindical, por exigência de lei, para funcionar por 02 (dois) anos, só depois poderia solicitar a Carta Sindical. Providenciada em tempo hábil pelo Dr. Hermano Paiva foi negado pela exigência burocrática do Regime Militar. Posteriormente, afastando-se o presidente para concorrer a mandato eleitoral, assume o Vice-Presidente Dr. José Dácio Rodrigues de Carvalho que cumpriu as exigências do Ministério do Trabalho já em andamento para conquista da carta sindical. Gostaria de salientar que além da fiscalização do Governo Federal, os diretores sofreram pressão de alguns médicos que considerados profissionais liberais, não aceitavam que a categoria médica tivesse sua entidade de classe. Tendo sido eleita em 30.06.1977 a primeira diretoria executiva da Associação Profissional dos Médicos do RN composta por; Dr. Hermano Paiva Oliveira-Presidente; Dr. José Dácio Rodrigues de Carvalho-Vice-presidente; Dr. Washington Faelante Leite-Secretário e Dra. Aleta Fernandes Andrade da Silva-Tesoureira. Estava assim lançado o embrião do Sindicato dos Médicos do Estado do Rio Grande do Norte (SINMED-RN), que passou a ser reconhecido como tal, pelo Ministério do Trabalho em 09.11.1982, através do processo nº 300728/81.

Iniciando-se então toda a formulação do Estatuto próprio para entidade e formação de composição daquela que seria a primeira diretoria provisória do SINMED-RN, eleita após a conquista da Carta Sindical. A diretoria eleita assume o Sindicato neste período de transição de 09/11/1982 a 12/05/1983. A Primeira eleição para diretoria do SINMED-RN ocorreu no dia 08/04/1983 e tomou posse no dia 12 (doze) de maio de 1983. E tendo como presidente, Dr. Paulo de Medeiros Rocha, 1º Vice-presidente, Dr. Djacir Dantas P. de Macedo, 2º Vice-presidente, Dr. Sérvulo Antônio de H. Godeiro, 1º Secretário, Dr. Luiz Gonzaga da Silva, 2º Secretário Cipriano Maia de Vasconcelos, 1º Tesoureiro, Dr. Manoel Batista Araújo, 2º Tesoureiro, Dr. José Alírio Freire. Esta diretoria dirigiu a entidade no período de 05/05/1983 a 05/05/1986 garantindo a legitimidade da instituição e o seu reconhecimento junto aos profissionais. Ficando com sua sede provisória na Sociedade de Medicina e Cirurgia do RN, e em seguida mudando-se para uma sala alugada no Edifício 21 de março, sito a Rua Vigário Bartolomeu, nº 635.

Com o trabalho desenvolvido pelo Sindicato houve necessidade de ampliar a composição para formar a sua segunda diretoria com colegas de Mossoró que já faziam parte da primeira diretoria e mais Caicó. Foi então eleita a diretoria para o triênio 1986/1989 composta por: Presidente, Dr. Manoel Batista Araújo; 1º Vice-presidente Dr. Cipriano Maia de Vasconcelos; 2º Vice-presidente Dr. Sérvulo Antônio de Holanda Godeiro; 1º Secretário Dr. Brasiliano Bezerra Cabral; 2º Secretário Dr. Marconi de Lima Rocha; 1º Tesoureiro Dr. Milton da Costa Cirne; 2º Tesoureiro Dr. Eli Aguiar, Diretoria essa que deu continuidade às lutas empreendidas pela anterior, conseguindo que o médico deixasse de ser contratado como técnico “D” pelo Estado e passasse a ser reconhecido como “médico”, além de conseguir a assinatura de contrato de trabalho no IPE, melhorando com isso a sua remuneração e implantado em definitivo a função do profissional no quadro funcional do Estado.

Após esse período, nova composição de forças políticas e de profissionais com o mesmo ideal de trabalho pela categoria, redudando uma nova diretoria, constituída pelos Dr. Francisco de Assis T. Teixeira, Presidente; Dr. Hilton Marcos V. Boas. 1º Vice-presidente; Dr. José Hélio C. Freire, 2º Vice-presidente; Dr. Fernando Peçanha de Vasconcelos, 1º Secretário; Dra. Rosângela Maria Morais, 2º Secretária; Dr. Domício Arruda Câmara Sobrinho, 1º Tesoureiro e Dr. Paulo Roberto Davim, 2º Tesoureiro. Eleita esta diretoria para encaminhar as lutas da categoria durante o triênio 1989/1992. Neste mandato foi iniciado um movimento para aumentar o número de associados com a implantação do desconto em folha, facilitando a vida do associado e garantindo uma renda mensal ao SINMED-RN; passando então a trabalhar melhor os movimentos com matérias e notas nos jornais, denunciando os baixos salários pagos aos médicos e as péssimas condições de trabalho a quem eram submetidos os profissionais por parte os governos Estadual e Municipal, levando a que fosse feito várias ações trabalhistas.

Em 1990, após alguns dias de greve decidiu-se por dar entrada em um dissídio coletivo de trabalho, que foi negociado com o governo do Estado e tendo sido estabelecido pela primeira vez, um piso salarial de 05 (cinco) e de 10 (dez) salários mínimos para quem tinha 20 (vinte) e 40 (quarenta) horas, respectivamente de trabalho semanal, além de outras vantagens como insalubridade, adicional noturno e criado a gratificação de plantão para os serviços de urgências.

Já em 1991, foi comprada uma casa para servir de sede própria, sito à Rua: Apodi, 244 - Cidade Alta, nesta Capital e que após passar por uma reforma, passou a abrigar o SINMED-RN, passando a categoria a dispor de mais espaço para reuniões e assembléias. Iniciando-se também a informatização do sindicato. Como, na vida nada é estático, nesta época foi eleita uma minuta de reforma do estatuto, que foi aprovado em Assembléia Geral, levando a modificações que eram necessárias face a conjuntura atual.

Dentro deste novo conceito o estatuto ficou mais moderno e com mais componentes em sua diretoria, que foi eleita para o triênio 1992/1995 com a composição seguinte: Presidente Dr. Francisco de Assis Torres Teixeira, Vice-presidente Dr. Manoel Batista Araújo; 1º Secretário Fernando Antunes de Melo Junior.; 2º Secretário Dra. Márcia Margarethe Pinheiro; 1º Tesoureiro Dr. Elson Ferreira; 2º Tesoureiro Dra. Edna Maria Trindade de Araújo; Diretor de Assuntos Jurídicos Dr. João Moreira Pinto; Diretor de imprensa Dr. Damião Nobre de Medeiros. Várias lutas foram continuadas culminando como impasse frente ao governo estadual obrigando a que os médicos fizessem um pedido de demissão coletiva que foi assinado por 690 (seiscentos e noventa) profissionais, só assim conseguindo melhorar o piso salarial e as condições de trabalho.

A partir de junho de 1995 assumiu o destino do Sindicato dos Médicos a Diretoria composta dos seguintes membros: Presidente - Edna Maria Trindade de Araújo; Vice presidente - Eduardo Ronald da Costa; 1º Secretário - Elson Ferreira; 2º Secretário - Lúcia Regina de Aragão Mendes Pereira; 1º Tesoureiro - Márcia Margarethe Pinheiro; 2º Tesoureiro - Jane de Araújo Nunes; Diretor para Assuntos Jurídicos - Sebastião Paulino da Costa; Diretor de Imprensa, Comunicação e Divulgação - Francisco de Assis Torres Teixeira; Delegados junto à FENAM - Titulares: Paulo Roberto Davim e Oberdan Damásio Santos; Suplentes: Antônio Tomáz Neto do Nascimento e Artenise Revorêdo de Medeiros; Delegados Regionais - Delegado Sindical 2ª Regional de Saúde: Titular - João Firmino da Costa; Delegado Sindical 3ª Regional de Saúde: Titular - Otton Max Barreto Aragão e Suplente - José de Sousa Mesquita; Delegado Sindical 4ª Regional de Saúde: Titular - Vicente Modesto de Araújo Júnior e Suplente - Hélio Rubens de Oliveira; Conselho Fiscal: Titulares - Francisco Américo Micussi, Ana Maria da Câmara Silva e Kátia Maria da Silva Mulatinho; Suplentes - Maria Bernadete de A Pinheiro, Maria Adelaide Guedes Bezerra e Maria Aparecida Cardoso de Souza, para o triênio 1995/1998. Notabilizou por constituir na primeira mulher a assumir à frente do Sindicato dos Médicos do Rio G. do Norte, como também, pela disposição de lutar pela manutenção dos serviços públicos de saúde, denunciando por várias vezes ao Ministério Público as deficiências do Sistema Único de Saúde, com pedido de providências. Por motivo de saúde, afastou-se das atividades sindicais, tendo assumido o então Vice Presidente Eduardo Ronald da Costa, para o final do exercício de janeiro a junho/1998, continuando os trabalhos que vinham sendo desenvolvidos pela diretoria atual e, notabilizando-se pela luta na melhoria do atendimento no maior pronto-socorro do Estado, o Hospital Walfredo Gurgel.

PROBEM
Rua Apodi, 244 - Centro | Natal RN
Fone: 84 3222 0028 / 84 9911 0506
sinmed@sinmedrn.org.br